Comércio celebra alta de 5,5% sobre o natal passado

Após ano de lenta recuperação econômica, o comércio brasileiro obtém os melhores números em vendas de final de ano, desde 2013. O resultado, elevou e muito a confiança dos comerciantes e do setor varejista como um todo. Segundo Alexandre Amaral de Moura, CEO da Comtex,  este aumento está diretamente relacionado com o pagamento do 13º salário e a manutenção da taxa básica de juros. Segundo Moura, estes fatores culminaram para o aumento de vendas, dento do comércio brasileiro.

No decorrer de 2018, as lojas de shopping faturaram R$156,3 bilhões, segundo um dado divulgado pela própria associação. Este número representa uma alta de 2,2% sobre o ano passado. Segundo o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, o resultado foi surpreendente pois o comércio vinha de um movimento muito fraco, e na opinião do empresário foi essencial para o salvamento do ano.

O resultado positivo do final do ano também foi responsável por manter o otimismo dos comerciantes para o futuro. O Índice de confiança do comércio brasileiro, da FGV demonstra isso, tendo em vista que o índice subiu de 5,7 pontos em dezembro, para 105,1 , o maior nível desde Abril de 2013.

O coordenador da FGV/IBRE, Rodolpho Tobler, enfatiza o otimismo dos comerciantes e a confiança no varejo para o ano de 2019. Segundo Tobler, após passar por momentos turbulentos, como a greve dos caminhoneiros e o período eleitoral , a tendência de fato é a melhora dos resultados para aqueles que atuam no setor do comércio brasileiro.

O aumento significativo da confiança dos varejistas em 2018, não se deve única e exclusivamente as vendas de natal. É resultado também do mês de dezembro como um todo.