O delivery na visão de Alexandre Moura

O delivery na visão de Alexandre Moura

Delivery

Sem dúvida o maior obstáculo para o comércio online é a logística. Nos dias de hoje, ela tem impacto direto em dois pontos cruciais do processo de venda: preço e prazo de entrega. Se a logística for cara e lenta, a empresa simplesmente não consegue deslanchar seu e-commerce. Estes problemas com o transporte são maior preocupação tanto para as grandes empresas quanto para as pequenas.. A questão do delivery é importante.

Para Alexandre Amaral de Moura, CEO da Comtex, o que estamos vivendo hoje, é uma verdadeira corrida armamentista  de empresas de tecnologia em busca de alternativas viáveis e de baixo custo para a entrega ao cliente.” A concorrência é intensa e todos buscam baixar os preços e realizar a entrega de forma mais rápida”, afirma Moura.

Geralmente, a maior preocupação é a respeito do custo da “última milha” (last mile) da entrega, que corresponde a maior parte do frete. Essa faixa é particularmente mais cara devido a capilaridade das entregas, tráfego das grandes cidades e custo de mão de obra. Contra esses fatores as empresas estão apostando em tecnologia, e isso significa inovação de verdade, robôs, drones. Falaremos mais sobre isto em outros artigos.

Alexandre Amaral de Moura aposta em energia solar

Alexandre Amaral de Moura aposta em energia solar

ENERGIA SOLAR

Muitos varejistas tem analisados formas de reduzir os custos para a geração de energia. No entanto, isso não é tarefa fácil. Antes de qualquer coisa é necessário analisar o seu próprio consumo de energia e procurar novas maneiras de consumi-la. A busca pela economia, ocasionou um aumento da utilização e a procura por fontes de energia renováveis, a solar é um ótimo exemplo disso

Como a procura tem crescido, o preço dos equipamentos estão se tornando cada vez mais acessíveis, no caso da energia solar.  A geração deste tipo de energia é possível apenas com a incidência do sol, mas o consumo é realizado em outros períodos, durante a noite e em dias dublados, a solução seria sistemas de armazenamento de energia, mas atualmente são caros. Mas com o surgimento do Sistema de Compensação de Energia Elétrica, os consumidores podem gerar a energia nos momentos em que há incidência do sol e utilizar a rede de distribuição como uma espécie de bateria, para poder consumir a energia gerada em outros momentos.

Segundo Alexandre Amaral de Moura, CEO da Comtex, este tipo de energia é o futuro. Nos dias de hoje, os consumidores podem se reunir para compartilhar os benefícios de uma mesma usina. Assim, o mercado criou uma série de possibilidades para que o consumidor possa economizar nas despesas com energia elétrica, utilizando a energia solar.

“Levando em consideração a crise energética no Brasil, optar pela energia solar é uma ótima escolha para os varejistas”, afirma Alexandre

No-Break e sua importância para Alexandre Moura

No-Break e sua importância para Alexandre Moura

No-Break

Muitas empresas sofrem com as quedas de energia. A perda de informações de computadores e inconvenientes com outros serviços são uma verdadeira dor de cabeça. Mesmo que seja comum, esse problema pode ser evitado com a utilização de um No-Break.

O No-Break é uma peça que protege os eletrônicos conectados a ela, evitando queima e perda de dados salvos nesses computadores. Para o CEO da Comtex, Alexandre Moura, a escolha e um bom No-Break é fundamental para o negócio. “Pode auxiliar qualquer equipamento eletrônico, evitando problemas em toda a loja, é essencial para um bom Ponto de Vendas.” ressalta o empresário.

Para escolher um modelo que cumpra todas as suas necessidades, você pode fazer um cálculo. Some a potência em Watts de todos os equipamentos que serão conectados; em seguida multiplique o resultado por 1,2. Depois, adicione 20% ao total, para garantir aparelhos conectados a mais. Com isso, terá a potência exigida. Não se esqueça de checar a voltagem, em 110 V ou 220 V

Alexandre Moura recomenda este artigo sobre Conciliação de Cartões

Alexandre Moura recomenda este artigo sobre Conciliação de Cartões

Como já comentei em outros posts, a Comtex assumiu uma das franquias da Concilia Soluções, empresa responsável pela comercialização do sistema Conciliador em todo o Brasil. A conciliação de cartões, para quem ainda não conhece, é uma forma automatizada de auditar as vendas feitas com cartões de crédito, débito e benefícios. Quem trabalha no varejo sabe muito bem como é complicado checar se tudo que foi vendido no cartão entrou na conta da maneira correta. E, acreditem, erros e fraudes são mais frequentes do que vocês podem imaginar. Então, é por isso que recomendo a leitura deste artigo escrito por Marcos Tadeu Gomes, CEO da Concilia Soluções, para o site do Infovarejo:

Sistema de conciliação de cartão de crédito: não dá pra ficar sem

Neste artigo, Tadeu Gomes defende que o sistema de conciliação de cartão de crédito deve ser uma ferramenta permanente do controle financeiro da empresa. Mesmo após acabar com os primeiros sintomas da doença (no caso os prejuízos) é preciso continuar executando ações para assegurar que eles não voltem a incomodar a saúde da sua empresa. 

No artigo, Tadeu Gomes, compara a ferramenta de conciliação com um plano de saúde. É algo que você precisa manter o tempo todo para se prevenir de qualquer eventualidade.

É importante não confundir o termo Conciliação de Cartões com o termo Conciliação muito utilizado na área jurídica. A Conciliação jurídica é uma mediação realizada entre partes que disputam alguma questão. O objetivo é tentar um acordo entre as partes evitando a necessidade de se acionar a justiça que já anda para lá de sobrecarregada. Já a Conciliação de Cartões existe para facilitar a vida de lojistas, empresários e comerciantes que perdem muito de seu tempo produtivo para checar se estão recebendo tudo que deveriam. Com a ferramenta do Conciliador, o empresário poupa tempo, recupera prejuízos e pode se concentrar mais no seu core business, que é o que interessa.

Para Alexandre Moura, o Conciliador entrega muito mais que resultado.

Para Alexandre Moura, o Conciliador entrega muito mais que resultado.

Conciliador não só entrega resultado como também conquista a fidelidade de clientes. Resultados mensuráveis são garantidos graças a qualidade operacional do produto que visa, através da conferência automática de vendas com cartões, garantir a tranquilidade dos lojistas quanto a renda mensal de seus estabelecimentos. Mas, para a equipe que trabalha com o Conciliador, além de qualidade técnica é indispensável que fatores como segurança, otimização de tempo, confiança e claro, um atendimento personalizado, garantam aos clientes total confiabilidade e eficácia.

Para Alexandre Moura, diretor da Comtex, esses valores são os alicerces sobre os quais se conquista o respeito e a credibilidade junto ao consumidor. ” Para nossa empresa, o que mais importa é o compromisso com os nossos clientes. A qualidade do produto unida aos nossos valores transformam a experiência de venda em uma relação de confiança e fidelidade”, conclui o empresário.

Sistema Conciliador adere à franquias

Sistema Conciliador adere à franquias

O diretor da Comtex, Alexandre Amaral de Moura, é o primeiro franqueado do Sistema Conciliador, da Concilia. O software, desenvolvido através de uma parceria entre as duas empresas, tem como objetivo checar automaticamente as vendas feitas por cartões de crédito, débito e benefícios. Quem se tornar franqueado, estará encarregado de divulgar e promover as vendas mais próximas aos comerciantes locais. Tudo para facilitar a vida dos lojistas, literalmente.

O sistema gera relatórios diários, semanais e mensais de vendas e valores a receber.

O sistema gera relatórios diários, semanais e mensais de vendas e valores a receber.

A Comtex foi a responsável pelo desenvolvimento tecnológico do sistema. Agora, Alexandre Moura atuará no papel comercial do Sistema Conciliador. A expectativa é que com a franquia, o software seja mais acessível aos varejistas que desejam melhorar seus negócios ao conciliarem suas vendas de cartão de forma automática, segura e eficiente.